Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2007

Rádio Maluca - um programa muito além da diversão

Oi...
A Rádio Maluca - na Rádio Nacional, sempre aos sábados das 11h às 12h é um programa imperdível. Sob a batuta do amigo Zé Zuca e com a alegria do Mariano todos saímos de lá felizes e prontos para a luta. É um programa de auditório ao vivo... Um charme só: músicas, histórias, entrevistas, participação da platéia e muito mais. Alegria, energia positiva no coração do Rio, em plena praça Mauá. O programa é dedicado às crianças, mas como o exercício da infância não tem limites, todos são mais do que convidados...É só chegar e se esbaldar...
Estive lá no último sábado de outubro. Retornarei em 02 de Dezembro e todas as vezes que puder...
Pode soar piegas: mas é um programa de coração para coração... E como está faltando coração por aí, vá até lá para deleitar-se naquela fonte...
Bjs a todos!!!

PS: Na foto, eu e Bruno Dias, contando "Chapeuzinho Amarelo", na Rádio Maluca... Loucura é não ir lá!!!

O SESC também se apaixona

Esta semana o SESC estará homenageando o artista Carlos Alberto Ferreira Braga, o Braguinha... Esta homenagem acontece dentro do projeto "Paixão de Ler", que todo ano nos presenteia com um novo e célebre nome da cultura brasileira.
Estarei participando do programa, com o meu projeto "Braguinha brasileiro": contando e cantando histórias...
Acompanhe a agenda da semana:
o6 de novembro, às 14h - Sesc Nova Friburgo
07 de novembro, às 15h - Sesc São João de Meriti
08 de novembro, às 15h - Sesc Nova Iguaçu
09 de novembro, às 14h - Projeto do Sesc em parceria com a Rede Globo - Ação Global - Realengo
10 de novembro, às 15h - Sesc Nova Iguaçu

Além do projeto acima, estarei no dia 11 de novembro, às 17h, na Loja Armazém Digital no Leblon (Rio Design)

Um beijo e espero encontrar com vocês...

Silvia Castro

Contação de Histórias

Cantar e contar histórias - um exercício constante para o olhar...

A troca entre quem conta e quem ouve vai além das palavras: a sensibilidade do compartilhar em gestos, em vozes, em sentidos... Assim, a história que se ouve fica lida dentro de cada um e se eterniza na memória.
Contar histórias: um exercício de reinventar, de vivificar, de dar um sopro de luz as palavras que se soltam e ganham moradia certa e, que depois, também se libertam em outras vozes e vão ganhar novas moradas...
É isso e é mais...
Bjs
Silvia Castro