domingo, 7 de novembro de 2010

24 encontro de narradores de contos em Buga - Colômbia

Queria saber quantas estrelas havia no céu, quantos peixes havia no mar, quantos raios tinha o sol

Então...

Cruzei o Atlântico...

Sobrevoei as nuvens

De pés descalços

Coração aberto...

Encontrei amigos...

Ouvi histórias

Descobri

O encanto das palavras

Para além dos idiomas

E contei contos

Na linguagem universal do coração

Tornei-me uma princesa

De um Equador distante

Vi um mago acordar palavras

Saboreei sete vezes sete as sete cores do arco íris

Dancei ao som de Amapola

Aprendi que se pode criar um mundo do nada

Chorei por Chumy

Compartilhei com a morte o desejo de esta conhecer o amor

Embriaguei-me ao som da salsa

Muitas gargalhadas de terror

Muitas lágrimasde alegria

Muitos olhos e mãos e suores e música e desejos e segredos

Até um outro Brasil

Pude abraçar também

E muito mais

Mas

Faltam-me as palavras

Acredita?

E...

Porque continuo procurando saber

... quantas estrelas têm no céu...

... quantos peixes têm no mar...

... quantos raios têm o sol...

Eis que chega a hora de voltar

E

Retorno ao meu Brasil

Cruzando o Atlântico

Sobrevoando as nuvens

De pés descalços

De coração aberto

Certa dos amigos que fiz

Certa de que em outras rodas

Encontrarem0-nos de novo

Porque o mundo é redondo

E as pontas do mundo podem se encontrar

Então

Estaremos juntos para sempre

Nesse lugar do eterno - a memória

Local onde repousam todas as histórias