Pular para o conteúdo principal

MOSTRA INCENA! Vídeo com Silvia Castro narrando contos acompanhada por Dininho Silva...


http://youtu.be/medsbI_Cm3o


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SAIBA MAIS SOBRE SILVIA CASTRO!

Atriz, professora da Rede Pública e estadual, Silvia Castro alia sua experiência em teatro às aulas, através da mediação de leitura e da contação de histórias, para incentivar o encontro do jovem com o livro. Na mediação de leitura, em roda, Silvia lê histórias para as crianças, provocando o encontro delas com o desejo de ler e conhecer a vida e outras obras de muitos autores, a partir deste contato inicial. Na contação de histórias, a educadora, adapta contos populares do Brasil e do mundo, utilizando recursos teatrais em suas apresentações, criando personagens, interpretando canções, tudo para encantar os jovens e criar pontes que possibilitem o encontro do jovem com a leitura. Faça contato para saber mais: silviacastro66@hotmail.com





SILVIA CASTRO e DININHO SILVA na ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS - HOMENAGEM A FERREIRA GULLAR

Frio na espinha...




Imagina o que é homenagear o poeta Ferreira Gullar na frente do poeta, na Academia Brasileira de Letras, com jovens poetas - alunos, funcionários, da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro assistindo, acompanhada pelo maravilhoso Dininho Silva... Já imaginou? Pois foi o que aconteceu comigo em Dezembro de 2010...




Emocionante...




Bjs!









#POESIAAGORA

Ontem, hoje, amanhã É dia de Poesia De POESIA AGORA!
Porque o coração pede
Porque a voz quer cantar
Celebrar por sobre os apesares

Roubaram a rosa vermelha no meu cabelo
Falharam
Nasceram 35 rosas vermelhas em seu lugar
E ando enebriada de tanto perfume
E vontade de criar
E como sou tão singular
Vaticino: a rosa vermelha que você roubou
Nunca nascerá linda em outro lugar

Amanhã é dia de POESIA AGORA
E ainda que meu livro como num conto de fadas
Adormeça na gaveta
Dentro de mim tenho milhões de
Histórias pra compartilhar
Me deem uma palavra
Uma palavra só
E
em um simples minuto, vou te fazer delirar
Despertar, desenterrar aquela lágrima soterrada
Em descaminhos
Duvida?
Devoro-te!

Amanhã é dia de POESIA AGORA
E só por isso
Escorregam poesias do meu coração para a ponta dos meus dedos
Perpassando todos os poros de minha pele
E a juventude corre em minhas veias
Misturada em meu sangue senil
Sou mais, muito além daquilo que você vê
E teimo em existir!

Amanhã é dia de POESIA AGORA
Porque somos feit…